Universidade Estadual de Alagoas – UNEAL em parceria com movimentos sociais realiza colação de grau dos alunos do primeiro turma de licenciatura de Educação do campo do estado de Alagoas

54 educadores do campo receberam o diploma de nível superior

Momento da mística com os militantes dos movimentos sociais – Vilceia Melo

A Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) escreve, mais uma vez, seu nome na história da educação superior ao graduar 54 educadores da zona rural que não possuíam diploma de nível superior. Marcada por muita emoção, a solenidade dos graduandos que concluíram o Programa de Apoio à Formação Superior em Licenciatura em Educação do Campo (Procampo) da Uneal, foi realizada na última sexta (28), em um espaço de festas localizado no povoado Bálsamo, zona rural de Arapiraca.

O Procampo é um programa do Ministério da Educação (MEC) e foi implantado em 33 universidades de todo o país. Em Alagoas, apenas a Uneal integrou o programa que foi desenvolvido desde 2011 nos municípios de Arapiraca, Igaci, Coité do Noia, Maribondo, Palmeira dos Índios, Girau do Ponciano, Jaramataia e Teotônio Vilela.

O curso, que teve como patrono o Prof. Antonio Barbosa Lúcio – idealizador da proposta do Procampo na Uneal , preparou educadores para uma atuação profissional para além da docência, contemplando os processos educativos que acontecem na escola e no seu entorno.Os formandos foram graduados em Licenciatura em Educação do Campo em duas áreas de concentração : Línguas, Artes e Literatura; Ciências da Vida e da Natureza.

O reitor da Uneal Jairo José Campos da Costa, conduziu a solenidade de graduação, e afirmou em seu discurso, que estava muito feliz em poder vivenciar um momento único e histórico. “É papel da universidade, muito mais que obrigação, dar voz aos atores menos privilegiados. Acredito que cumprimos isso ao propor e executar uma política pública tão bonita quanto esta de possibilitar um curso de nível superior a trabalhadores e trabalhadoras do campo. Estamos todos de parabéns”, afirmou Jairo Campos.

O coordenador do Procampo, professor Jhonathan David Santos, também não escondeu a emoção em poder participar da colação de grau depois de seis anos de muito esforço e dedicação de toda a equipe técnica do Procampo/Uneal para a implantação e desenvolvimento do programa. “É muito gratificante fazer parte da Uneal e saber que através desse programa pudemos contribuir para a formação superior de trabalhadores e trabalhadoras do campo”, afirmou o coordenador do Procampo/Uneal.

Durante a solenidade, Luana Pomé do Movimento Sem Terra (MST) e Adriano Ferreira do Movimento dos Trabalhadores do Campo (Mtc) encenaram a mística intitulada ” Derrubando as cercas do conhecimento”, que levou a uma reflexão de que apesar das dificuldades enfrentadas pelo homem do campo é possível chegar à universidade.

Luana Pomé afirmou que a formatura do curso de licenciatura em Educação do Campo da Uneal é a conclusão de um ciclo, de mais um passo na caminhada para romper as cercas do latinfúndio do saber. A conclusão de um ciclo, de um passo na caminhada rompendo as cercas do latinfúndio do saber.

“Esse momento não é somente a concretização do sonho de 54 educadores/as do campo, mas é também a possibilidade de rompermos a cerca para outras experiências vindouras. Como apontada pelo reitor Jairo Campos, que a parceria entre a universidade e o MST perdure e dê ainda muitos frutos em nosso Estado”, discursou.

Também participaram da solenidade de colação de grau pró-reitora de graduação Maria Helena Aragão, a coordenadora institucional do Procampo/Uneal, Sara Cerqueira, a coordenadora do Controle e Registro Acadêmico da Uneal, Rosário Farias, Professores que integram a equipe do Procampo, representates municipais do municípios que participaram do Procampo, representantes do Movimento Sem Terra (MST), Movimento dos Trabalhadores e do Campo(Mtc), Associação de Agricultores Alternativos de Igaci (AAGRA), RECASA (Rede de Educação Contextualizada do Agreste e Semiárido de Alagoas) entre outros convidados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


*