Não vou sair do campo

Não vou sair do campo

Pra poder ir pra escola

Educação do campo

É direito e não esmola

O povo campones

O homem e a mulher

O negro quilombola

Com seu canto de afoxé

Ticuna, Caeté

Castanheiros, seringueiros

Pescadores e posseiros

Nesta luta estão de pé

Cultura e produção

Sujeitos da cultura

A nossa agricultura

Pro bem da população

Construir uma nação

Construir soberania

Pra viver o novo dia

Com mais humanização

Quem vive da floresta

Dos rios e dos mares

De todos os lugares

Onde o sol faz uma fresta

Quem a sua força empresta

Nos quilombos nas aldeias

E quem na terra semeia

Venha aqui fazer a festa

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


*