MTC recebe prêmio das Nações Unidas em reconhecimento pela inciativa do projeto fogão solidário

O Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras do campo – MTC, recebeu no ultimo dia 17 de junho, em Brasília, O Prêmio internacional Dryland Champions, A condecoração é concedida pela Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação -UNCCD, que reconhece a cada anos no Dia mundial de combate Desertificação as inciativas de pessoas, organizações não governamental e governamentais e empresas) que contribuem para o manejo sustentável de terras, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das populações e as condições dos ecossistemas afetados pela desertificação e a seca.

A inciativa do MTC reconhecido como Tecnologia social de combate a desertificação” pelo Programa Dryland Champions da Convenção das Nações Unidas para o Combate a Desertificação – UNCCD foi Projeto fogão solidário do MTC e um programa de mobilização e implantação de fogões ecológicos em sistema de fundo rotativo onde á cada duas familiar beneficiada será feita devolução solidaria pelas próprias familiares para implantação de mais um fogão ecológico em outras comunidades por isso o nome do programa e fogão solidário.

O projeto de implantações de fogões ecológico em sistema de fundo rotativo no semiárido Brasileiro vem sendo implantado nos estados de atuação do MTC e tem como objetivo: reduzir os custos das famílias com fogão a gás e minimizar uso de lenha de forma inadequada, evitando causa danos à saúde principalmente a das mulheres e melhorando a qualidade de vida das família dos territórios camponês do MTC, tendo como principal parceiro o Instituto de população e sociedade ISPN através PPECOS e do programas das nações unidas para o desenvolvimento –PNUD, Esta iniciativa além de tornar o ambiente domiciliar saudável, traze um debate da preservação ambiental do bioma catinga e do cerrado.

Para receber o prêmio em nome do MTC BRASIL representada a coordenação Nacional foi Adriano Ferreira da Silva Agricultor, Teólogo ,Pedagogo e Militante do MTC desde a sua Fundação a entrega do certificados foi feita pelo secretário executivo da Comissão Nacional de Combate à Desertificação (CNCD), Francisco Campello que destacou a importância do Projeto do MTC como estratégia de cooperação inclusiva para restaurar e recuperar terras degradadas, Envolver as pessoas e contribuir para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Para Adriano Ferreira Dirigente nacional do MTC o prêmio da ONU e certeza que estamos no caminho certo porque desde 2004 que ele ajudou na Fundação da AMIGREAL uma pequena organização na cidade de Igaci no interior de Alagoas em 2010 foi um dos principais fundadores do MTC, Segundo Ferreira a construção do MTC sempre foi marcado pelo trabalho ardo da nossa militância por isso sempre esperamos que um dia o mundo ira nos reconhecer porque nossa luta iniciada em 2004 por Agua e pela democratização e pela permanecia na Terra e justa, mesmo que na história sempre nos perseguirão com objetivo de criminalizar e deslegitimar superamos o medo e preconceito social de setores da sociedade e hoje rompemos as barreiras e estamos em 10 estado do Brasil e depois de percorre o Brasil em 2014, se encontra em 2015 com Evos Morales na Bolívia ver o Papa Francisco no encontro movimentos Populares e receber um prêmio pela segunda Vez da ONU em tempo de crise no Brasil e como chuva que chegar no sertão afirmou Ferreira”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


*