Aula prática

MTC Realiza cursos com Agricultores no Norte de Minas

Aula pratica

Membros do MTC MG (Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Campo) tem procurado conhecimento cada vez mais, na área rural com apoio de parceiros no intuito de fortalecer a resistência na terra. Para Maria Izabel silva e Maria Izaura Pereira, os Cursos como horticultura e vários outros, são motivos de incentivo, pois é um meio de aumentar a renda.
Para a coordenadora de grupo de base do MTC e moradora da comunidade, Poço do Ângico, Maria Izaura Pereira, parcerias como estas, são sempre bem-vidas. “Ultimamente, por vários fatores,permanecer no campo. A luta ficou complicada, principalmente, em relação a sobrevivência, pois, são inúmeras, as dificuldades das pessoas produzirem alimentos saudáveis. E com o suporte das capacitações, tudo fica mais transparente. Produzir no padrões naturais no cuidado em recuperar o solo sem uso de fertilizantes. A importância de aprender a produzir alimentos saudáveis para o nosso consumo”, diz ela.
De acordo com o gerente regional do sistema FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) e SENAR MINAS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Montes Claros, norte de minas, Dirceu Martins, o SENAR e parceiros oferecem várias oportunidades para o cidadão rural sair do amadorismo e se tornar um empreendedor com matéria-prima local, como formação profissional rural, promoção social e assistência técnica gerencial. Que foi o caso do curso feito pelas militantes do MTC Minas, na zona rural do município de Varzelândia, norte de minas.
O Senhor Dirceu salientou ainda que, o SENAR e parceiros abraçam a agroecologia, por ser uma tendência, e com procura muito grande de mercado, sendo assim, compreendem-se a necessidade de estarem atuando com o apoio, ofertas e treinamentos de cursos medicinais e cultivos orgânicos. O gerente afirma ainda que, os impactos nas comunidades, vão depender dos esforços de cada participante e também, dos outros parceiros que vão fazer o papel de acompanhamentos.
Foi o que a militante, Izabel, cobrou em sua fala. Que para o resultado ser de futuras e futuros empreendedores rurais de sucesso, falta exatamente esse complemento para deslanchar. Acompanhamento qualificado nas primeiras produções, conclui Maria.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


*