Aprendi com nós

Levantaram uma bandeira eu levantei a voz

Tudo que aprendi na vida eu aprendi com nós

(bis).

– Mas é janeiro, fevereiro e março

Muita banana no cacho, tanta plantação.

É que essa gente se arrasta como serpente

Seja frio ou seja quente se cultiva o chão

Se em abril, a mentira se acabasse,

E só reinasse, poesia, paz e pão.

No mês de maio, mais um terço de sorriso

Pois tão florido era a face deste chão. (refrão)

No mês de junho, só a fogueira queimando

Sem esse erro medonho de floresta incendiar

Se o mês de agosto não tem mais superstição julho só fica pra trás, se a crendice sufocar. (refrão)

– Mas é setembro, outubro e novembro

Mesmo que esteja chovendo, vejo o sol raiar

Se a nossa briga não for só fogo de palha Vai ter festa na vitória e o fórro não vai parar

E em dezembro, num presépio de harmonia

O Natal a cada dia soletrar nova lição.

Seguir os passos dessa gente pela vida E replantar a partilha, na rima de uma canção.(refrão)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


*